Collective

Untitled-1.jpg

starts

1/02/2022

Conclusion

31/01/2024

Principal Investigator

Sandra Marques Pereira

Coord. DINÂMIA'CET-IUL

Sandra Marques Pereira

Partner Institutions:

funding institution

Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Research Group

Cities and Territories

Habitação colectiva de Álvaro Siza: projetos, contextos e vivências (Porto-Lisboa-Nova Iorque)

SIZA_3CITY

SIZA/UES/0014/2019

SIZA/UES/0014/2019

presentation

O objectivo geral do projeto é o estudo das transformações da habitação colectiva de Siza nas últimas 5 décadas, privilegiando a análise articulada dos: a) projetos (habitação social/promoção privada) e respectivas condições sociais e urbanas de enquadramento; b) seus habitantes e da relação que estes desenvolvem com o espaço projetado. A pesquisa segue uma metodologia intensiva: estudo comparado de 3 casos/projetos de habitação colectiva de Siza. Cada projeto representa um momento particular da vida profissional do arquiteto a que corresponde um momento particular da sociedade e cidade; os 3 em conjunto, e a sua sequência temporal, representam simultaneamente a trajetória individual de Siza (parte dela) e a da sociedade e cidade contemporâneas. Os casos são: 1º Bouça/Porto - lançado após a Revolução 1974. Simboliza a Revolução, Arquitetura e o Direito à Cidade quando esta estava em decadência; 2º Terraços de Bragança – Chiado, Lisboa, lançado nos anos 1990. Simboliza o boom do imobiliário nacional, arranque da modernização e a procrastinação do renascimento urbano; 3º Edifício 611 West 56th Street – Hell’s Kitchen, Nova Iorque, lançado nos anos 2010’s. Simboliza a híper-globalização, ascensão da cidade, financeirização do imobiliário e incontestabilidade do valor da autoria arquitectónica. A maior inovação da proposta está na sequência temporal destes 3 casos que nos permite responder às seguintes questões: o que mudou na produção e na apropriação nas casas de Siza e em que é que essas mudanças se relacionam com mudanças sociais e com o percurso do arquiteto? Quem promove as habitações nos diferentes períodos e locais e para quem? Quais as diferenças/semelhanças formais, funcionais e contextuais dos diferentes projetos? Como é que as transformações do contexto urbano impactam na ocupação das habitações em termos sociais, usos e valor? Qual o perfil social dos seus habitantes, sua evolução e diferenças intre projetos? Como é que esses diversos habitantes vivem (n)as casas de Siza? Porque vivem e o que significa viver nas casas de Siza-Pritzker?

Outputs & resources

TEAM

D'C-IUL Team:

Madalena Matos, Maria Assunção Gato, Teresa Costa Pinto

External Team:

Alexandra Alegre (IST); André Tavares, Idalina Machado, João Appleton, Heitor, Virgílio Borges Pereira

KEYWORDS

Álvaro Siza Vieira; Habitação Colectiva; Mudança Social; Habitantes e modos de habitar

+ info