top of page

Apresentação do Livro "A Monumentalidade Crítica de Álvaro Siza"

Atualizado: 5 de mar.




O livro "A Monumentalidade Crítica de Álvaro Siza" será apresentado no próximo dia 15 de março, pelas 18h15, no Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.


A apresentação será realizada pelos editores, Paulo Tormenta Pinto e Ana Tostões, moderada pelo arquiteto Jorge Figueira. Seguir-se-á uma conferência de Maria Filomena Molder.


O livro é um dos resultados do projeto de investigação “A Monumentalidade Crítica de Álvaro Siza – Projetos de Renovação Urbana depois da Exposição Internacional de Lisboa de 1998 (Expo’98)”, desenvolvido no Dinâmia’CET-Iscte. Nele, o tema da “monumentalidade” na obra de Álvaro Siza é a base de um discurso crítico sobre a arquitetura e o papel dos arquitetos em relação à cidade contemporânea. O Pavilhão de Portugal, projetado para a Expo’98, é o ponto de partida desta investigação, apresentando-se na sua singularidade como momento central de um processo de renovação urbana, com repercussões na consciência política do final do século XX. Em Portugal, os ecos dessa política prolongaram-se após a exposição de Lisboa, consolidando uma ideia urbanística que vinha sendo teorizada desde o final da década de 1980. A leitura dos territórios num tempo longo e a imersão na cultura arquitetónica são pressupostos invariáveis na abordagem de Siza e alicerces discursivos sobre a “monumentalidade”.


Com fotografias de Inês d’Orey, o livro conta com textos de Alexandra Saraiva, Ana Brandão, Ana Tostões, José António Bandeirinha, José Luís Saldanha, Paulo Tormenta Pinto, Pedro Baía, Pedro Pinto, Raquel Henriques da Silva e Rui Fernandes Póvoas.


A entrada é livre.


Mais informações:

Commentaires


bottom of page